últimas notícias

Notícias

1 13/06/2019 06:30

Cristina Pita

Todas as providências para a realização dos festejos do São João, promovidos pela Prefeitura de Santo Antônio de Jesus, já estão sendo tomadas. É o que garantem os órgãos da segurança pública no Município, durante o Programa Andaiá Urgente, da Rádio Andaiá FM, na tarde de ontem, quarta-feira (12/6).

O Ministério Público, as Polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros garantiram que a Festa de São João em Santo Antônio de Jesus "será tranquila" no que se refere a segurança no circuito dos festejos.

A força tarefa trabalha no fechamento do planejamento operacional para atender as demandas dos festejos juninos em SAJ e demais cidades da região.

Na mesa redonda do Programa Andaiá Urgent e,na Rádio Andaiá FM, foram tratados os principais detalhes relacionados à segurança pública durante a realização do evento, para que tudo transcorra da melhor maneira possível para a população e para os visitantes.

Participatam do programa, o promotor de Justiça, Julimar Barreto, o coordenador regional da Polícia Civil (4ª Coorpin), delegado Edilson Magalhães, o comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar, Tenente-coronel César de Sa Pacheco, o Coordenador da Defesa Civil do Município, Sargento Vinicius, e o capitão Roberto, do 16° Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar, que destacaram a importância da união dos órgãos de segurança, que vão atuar em parceria no São João de Santo Antônio de Jesus e nas cidades  de abrangência dos respectivos órgãos.

O promotor de Justiça, Julimar Barreto, ressaltou que a integração dos órgãos é para maior eficiência dos trabalhos. "É importante essa integração da Polícia Militar, da Polícia Civil e secundariamente o apoio dos outros órgãos para dar mais segurança a essa população que às vezes em vários municípios triplicam a população local. Justamente nesse período junino a população circulante de SAJ é muito grande”, pontuou.

Segundo o promotor, há muitos anos o Ministério Público vem tentando resolver a questão da proibição das guerras das espadas. “É uma situação grave que já levou a morte várias pessoas e outras com lesões permanentes, como cegueira e uma série de transtornos", enumerou.

O MP não compactua com a confecção e comércio de espadas. "Apesar de ser tradição e cultura, mas as culturas têm que se adaptar a realidade dos fatos, aos dados estatísticos, como foi a questão dos balões que podem causar incêndio dos mais variados. A mesma coisa é as espadas que causam uma série de transtornos e prejuízos para os órgãos públicos, porque uma pessoa que se acidenta vai para o hospital público e o dinheiro público é gasto com ela. O MP juntamente com outras diversas instituições estão unidos no propósito de evitar a guerra de espadas que é crime”, afirmou.

Por sua vez, o delegado Edilson Magalhães, adiantou que a Polícia Civil está monitorando todo o processo para a repressão das espadas. “Já realizamos até apreensão de espadas e prisões em algumas cidades da Bahia. Nos dias de São João, nós teremos um reforço da Polícia Militar para realizar a prisão em flagrante, porque está na Lei do desarmamento Pessoas de bem podem ser presas em fragrante por causa de uma tradição que só leva prejuízo ao Estado," afirmou.

Fiscalização das barracas de fogos de artifícios será intensificada. “Na terça-feira (11) realizamos, junto com o Corpo de Bombeiros, uma operação em SAJ fiscalizando as barracas. Veio uma equipe de Salvador da Polícia Civil junto com a equipe específica para reforçar a fiscalização. Todas as barracas estavam regulares. A espada em SAJ não é problema, só em Cruz das Almas e outros municípios", ressaltou.

O Tenente-coronel César de Sà Pacheco disse que a Polícia Militar está montando uma excelente estratégia para garantir uma festa tranquila a todos. "Dentro da questão segurança é preciso pensar se vale a pena utilizar fogos clandestinos. Continuamos atentos e vigilantes. É bom saber que temos a Lei como amparo. A promotoria está sempre do nosso lado”, garantiu.

O Capitão Roberto, do 16° GBMB, disse que nesse período junino o Corpo de Bombeiros se preocupa com a utilização indevida dos fogos de artifícios, que podem causar incêndios. “Nossa preocupação é o incêndio que as pessoas podem causar e tornar vítimas. O mais importante é a conscientização da população. O Corpo de Bombeiros Militar vai empregar homens e mulheres para a segurança da população”, afirmou.

O Sargento Vinicius, coordenador da Defesa Civil garantiu que está acompanhando todo o planejamento para a realização do São João. “Em SAJ não tem o problema da produção dos fogos, mas tem nas vendas. Existem muitas pessoas que vendem os produtos na feira, e até nas portas de casas. É proibida a venda na área urbana e as pessoas ainda insistem em vender”, lamentou.

 







Rua Mário Luiz Vieira, 100 Estação - Jacobina/BA. CEP: 44.700-000
Tel.: (74) 3621-7474 | 9 9121-7888 | 9 9983-4318 | 9 8130-6939 | 9 9148-0077 (Whatsapp) - A Rádio que mais cresce na Bahia!
©2016 - Rádio Jaraguar - Todos os direitos reservados.